quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Monotonia

Meu nome é distância
Distância de mim,
esquivando de ti
Distância e fuga fingida
Não me entrego, tão pouco nego
Sinto medo
É, sinto medo.

 ------------------------------------

Elas são loucas,
Completa
Mente
Loucas.
Insanas e piradas
Histéricas descabeladas
Mas, loucamente apaixonadas.
Por ti, por ele, para ele
Não dá para escrever sobre isso.

 ------------------------------------

Se ele tivesse a beijado
Não teria a escrito
Mas, se ele tivesse a amado
Seu sorriso seria perpetuado.

 ------------------------------------ 

No estrondo do silêncio
Eu paro e penso
Eu odeio tudo que escrevo.

 ------------------------------------

E bebe, mas bebe, bebe tanto
Que quanto me beija,
Fico de porre.


Nenhum comentário: