quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Aí você não ri, você chora

“Acho que certas pessoas nasceram para serem amigas”
e me faz, me faz sorrir
prevalece em mim
fortuna minha
tuas mãozinhas hábeis
levam minha solitude embora

é mais do que possível
me arrancar uma dança
nos meus passos empoeirados
nosso bolero de amantes
amantes amigos
digo disso com ar no peito
feliz na alma!

Contigo tudo passa
Tudo volta também
Aquela sensação de criança
Bambolê, carrossel e balanço

Eu não sou fraca
Só estou um pouco perdida
Nas minhas entrelinhas
E minhas queixas
De dores inexistentes

Mas não tô bem, não
vem aqui,
Me abraça,
Que passa.

Nenhum comentário: