terça-feira, 22 de janeiro de 2013

99 culpas


Minha vida tem traços simples, cores fortes, ordinárias e nada ornamentado. Não procuraria os detalhados de meus cantos se minhas lembranças são tão simples. Eu vejo um mundo nebuloso, com segredos intrísecos e amores insanos. Eu vejo o suor e o desgaste escorrer pelos poros, eu tenho a fome de arte e a vejo pelos meus milhares de olhos.  

Jamais entenderão os grandes loucos suicidas debelados que me cercam, jamais entenderei as tramas, intrigas e a sede de ser conhecido que tantos têm... Eu que só sou uma pequena menina perdida e achada dentro de mim, sempre entre meus céus e o universos onde vejo a grande beleza ímpar de se estar sozinha e vazia a par dessa multidão de bocas, bocas e bocas. 

E é por isso que colorirei o que vejo e o que sinto
em meus traços tortos:
nossos sorrisos mortos.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

02

Como amar a arte e não desejar morrer todos os dias por viver uma vida extraordinariamente miserável?

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Retrospectiva


Me dói, me dói toda a falta que me causas. O espaço que deveria ser preenchido com teu cheiro, tua pele e nossos beijos está vazio. Tudo por culpa de nossa persistente mania de distância, tememos aproximações, toques e olhares. A cada novo encontro, parecemos regredir ao primeiro, com a mesma vergonha que tínhamos antes de eu ser completamente tua, antes de te ver exposto e me deixar exposta ao amor. Maldita hora que me deixei te amar, maldita hora em que aceitei a dor! Tão evidente sofrimento que se aproximava... porém me entregar era inevitável, um dia contigo valeria o mês de lágrimas... mas tudo que me resta agora são elas, salgadas e doloridas, rememorando toda a falta que me fazes como se fossem fotografias. Repito os dias e encontros intermináveis vezes até conseguir pegar no sono, e durmo assim... banhada nas lágrimas que me trouxeste quando aparecesses em minha vida provocando o maior de todos os caos que já  havia enfrentado. Durmo e a minha sina continua pois: estás nos meus sonhos também.  

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

00

Em cabeçalhos aleatórios, rabisquei:

"Esse ano fui tão egoísta
ao pensar que só eu sofria..."