quarta-feira, 9 de novembro de 2011

223

Devias ter guardado
Minhas cartas
Meus beijos
Meu tudo
Se me dei a ti?
É pouco
Me joguei nos teus braços
Assim
sem implorar amor de volta

não culpo
mas pesa no peito
pesa na alma
foram três anos
sem harmonia
dois sofrendo
um vivendo

antes fôssemos infinitas
como cartas
mas sem elas
nada permanece muito
sobra para a boca contar
o que ninguém entende
pois é nosso. é nosso?

Eu te disse;
Cuida de mim
E tu cuidou
Não cuidou? Cuidou
Eu que nunca te cuidei
Sempre abandonei
E ainda reclamo...
Reclamo reclamo
Pois te queria só pra mim
Mas os tempos que eu era só tua
Passaram...
Morreram...
Sou menos minha também
Mas o amor cresce
E cresce
E explode
Porque eu te amo
Quilômetros

são duzentos e vinte e três
Eu te amos
E duzentas e vinte e três
Tentativas
(fracassadas)
de amor..........

Mas não liga não
Estou aqui
E você está comigo
Sempre comigo
Sempre contigo
Amor amigo
Amor paixão
Amor nosso!

Um comentário:

coala disse...

eu amo 223