sábado, 17 de setembro de 2011

Engasgo



Será isso indiferença ou uma dissimulação da dor? É muito difícil, muito difícil mesmo, ser eu. Digo isso sem drama, sem sentimento de vítima. É a mais bucólica e sombria verdade. Vivo engasgada dentro de mim como se fosse uma maldição rogada antes de nascer, como se nascendo meu pecado cometido fora maior do que os demais. Como se meu fardo fosse pagar por algo que não cometi. Eu não escolhi estar aqui. Mas estando, me obrigo a viver às margens, tolerando e convivendo. Eu tenho medo... A pior das aberrações do homem. Medo de não me confrontar, medo de estar perante um desafio e não enxergá-lo. Eu posso acabar indo para o inferno se meramente aceitar que eu jamais serei eu. E digo isso antes mesmo de morrer. O inferno é aqui e eu estou lidando com meus demônios.  

Nenhum comentário: