segunda-feira, 22 de junho de 2015

Semblante

Foste o grande sinal do universo
de que viver é a melhor forma de existir
e as constelações que estão a milhares
de anos luz de nós, também se escondem
atrás dos teus olhos que olham meus olhos
que jamais viram imagem tão bonita, senão
teu rosto. Foste o pedido do universo para que
minha arte não morra e discorra nos teus ouvidos
orquestrada pela tua música.
Foste sinal do universo de que a cadência nos habita
mas o acaso de nosso encontro nos perpetua.
És a lembrança de que o universo existe
e que agora em mim reside a orbe
de uma menina apaixonada.

Nenhum comentário: