domingo, 6 de abril de 2014

Cura

Quando no particular de minha mente
eu me encontrar revestida somente de tua sede
saberei que minha fuga foi imparcial
e que tal como este caos corporal
me terás presa à ti
e farás tua caça.

Roubarás meus versos, roubarás minha calma
tudo roubarás de mim até que eu seja casta
estonteante e deturpados meus sentidos
hei de me sentir restabelecida
hei de me sentir completa
após por ti for devorada
e devolvida ao mundo
como a única que
do teu amor
sobreviveu.

Nenhum comentário: