segunda-feira, 7 de abril de 2014

Arcano

Sou mais segura em meus pensamentos íntimos
do que conquistada pelos teus olhos famintos,
ainda que eu saiba de minhas personalidades múltiplas
é em mim meu melhor abrigo do que em tua pálida pele
Sólida tal certeza, permaneço possuída do teu hálito fresco
embebida de teu suor fraquejo, não sei dizer-te não
violentos contra mim os meus castigos
meu próprio lar procura à ti, masmorra, o acalento
Desvairo em delírios, tremo e não posso dormir
o que poderei fazer, se meu próprio corpo
de ti todo tempo foge
e à ti todo tempo procura?

Nenhum comentário: